quinta-feira, 15 de março de 2012

VIVÊNCIA: ANTERO, O ENAMORADO


-BOA TARDE, D. DIONÍSIA! O VALDOMIRO ESTÁ?
- ESTÁ SIM, ANTERO. VOU CHAMÁ-LO... -RSPONDEU A VELHA SENHORA AINDA VESTINDO LUTO APESAR DA MORTE DO MARIDO TER OCORRIDO HÁ QUASE UM ANO.
- OLHE, ESTAS CAMÉLIAS SÃO PARA A SENHORA. SÃO SUAS FAVORITAS, NÃO? -DISSE, ENTREGANDO-LHE O RAMALHETE DE FLORES.
- OH! QUE LINDAS, MEU FILHO! SÃO AS MINHAS FAVORITAS SIM. QUE GENTIL DE SUA PARTE... VOCÊ NÃO PREFERE ENTRAR?
- OBRIGADO, D. DIONÍSIA, MAS ACHO MAIS PRUDENTE AGUARDAR AQUI MESMO.
- BOBAGEM SUA, MEU FILHO! A CASA NÃO É GRANDE MAS, PODE SIM, RECEBER UM CENTAURO. ENTRE: NÃO ACEITO UM NÃO COMO RESPOSTA...-DISSE, ABRINDO A PORTA.
- NÃO SEI NÃO, SOU GRANDE E DESAJEITADO. ESPERO NÃO CAUSAR NENHUM PREJUÍZO.-COMENTEI, ENQUANTO ME CURVAVA PARA PASSAR SOB O VÃO DA PORTA.
- VOCÊ ESQUECE, MEU FILHO, QUE OS HOMENS DESSA CASA TAMBÉM TÊM CAUDAS COMO A SUA...-DISSE, PASSANDO A MÃO SOBRE A MINHA, RECÉM-PENTEADA PELO MEU SECRETÁRIO PARTICULAR.
- TUDO BEM! -DISSE, SORRINDO.
- SINTA-SE EM CASA. VOU PROVIDENCIAR UM VASO PARA ESSAS BELAS CAMÉLIAS -DISSE, AFASTANDO-SE EM DIREÇÃO À COZINHA.

IMÓVEL NO CENTRO DO AMBIENTE, ANTERO AGUARDAVA O NAMORADO QUANDO OUVIU O BARULHO DE CASCOS NO PISO DE MADEIRA. ERAM, CONTUDO, OS CASCOS DO SOBRINHO DELE -UM GAROTO SILENI QUE PASSOU CORRENDO EM DIREÇÃO AO QUINTAL, INDIFERENTE AO CENTAURO POSTADO NO MEIO DA SALA. O PAI DO GAROTO, UM JOVEM SILENI DE CABEÇA RASPADA, BRINCOS, PIERCINGS NOS MAMILOS E NO PÊNIS, ALÉM DE UMA ARGOLA ENFIADA NAS NARINAS, SURGIU EM SEGUIDA, DE MÃOS DADAS COM UMA BELA MORENA DE CABELOS LONGOS.
- ORA, ORA, SE NÃO É O NAMORADO QUADRÚPEDRE DO MEU BROTHER...-DISSE, ESTENDENDO A MÃO.'PRAZER, MEU CHAPA!'
- O PRAZER É MEU, IVAN. E PARABÉNS PELA BELA FAMÍLIA -DISSE, FAZENDO UMA REVERÊNCIA PARA A QUASE CUNHADA.
- VOCÊ VIU O IVANZINHO?
- PASSOU À GALOPE POR AQUI...
- GAROTO LEVADO! MAS E VOCÊ? PÔRRA, , BELO CAVALÃO QUE VOCÊ É, HEIN? -DISSE, CIRCULANDO EM TORNO DE MIM E APALPANDO MEU PÊLO BRANCO.
- UM CAVALO BRANCO SEMPRE CHAMA À ATENÇÃO -TÔ ACOSTUMADO!
- MARTHA, VÁ PEGAR ALGO PARA BEBEMOS. CONHECENDO MEU IRMÃO, ELE PODE DEMORAR UM BOCADO PARA DESCER...-DISSE O SILENI, SEGURANDO A FARTA CAUDA COM UMA DAS MÃOS AO PASSAR JUNTO À UMA MESINHA CHEIA DE ADORNOS.

NÃO HOUVE TEMPO, CONTUDO, PARA ISSO -LOGO MEU NAMORADO DESCEU, LINDO E CHEIROSO COMO SEMPRE. USAVA UMA JAQUETA CÁQUI SOBRE UM REGATA TELADA QUE DEIXAVA ENTREVER SEU ABDOME TRINCADO E PÊLUDO. NAS ORELHAS, USAVA O PAR DE ARGOLAS DE PRATA QUE LHE PRESENTEARA NO SEU ANIVERSÁRIO.
- UAU, TU CAPRICHASTES, HEIN, MANINHO? -GRACEJOU IVAN, BRINCANDO COM O PIERCING DO PAU.
- OBRIGADO, IVAN!
- ELE TEM TODA A RAZÃO, MEU AMOR! -DISSE, BEIJANDO-O NA BOCA.
- VEJAM AS BELAS CAMÉLIAS QUE O ANTERO ME DEU... -FALOU A MATRIARCA, ENTRANDO NA SALA COM O BELO ARRANJO DE FLORES. 'ELE NÃO É UM AMOR?'
- É SIM, MÃE! -DISSE O VALDOMIRO, ANTECIPANDO-SE A UM AGRADECIMENTO MEU...
- FILHO, DEIXE EU DAR UMA PENTEADA RÁPIDA NA SUA CAUDA -COMENTOU A MULHER, JÁ PEGANDO UMA ESCOVA ...
- PRÁ QUE, MÃE? O ANTERO VAI DESPENTEÁ-LA MESMO...

Nenhum comentário:

Postar um comentário