segunda-feira, 30 de setembro de 2013

HISTÓRIA PARA CAVALO DORMIR: GARANHÕES ENAMORADOS

- VAI, SEU FILHO DE UMA ÉGUA! ENTERRA ESSA TUA PICA NO MEU CU SEDENTO DE GARANHÃO ...
- NÃO PRECISA PEDIR DUAS VEZES, GARA ...
CAPATAZES EM FAZENDAS VIZINHAS, HAVÍAMOS NOS CONHECIDO NUMA FEIRA AGROPECUÁRIA. AO CONTRÁRIO DO QUE ACONTECIA NOS NOSSOS LOCAIS DE TRABALHO, ALI NÃO ÉRAMOS OS ÚNICOS CENTAUROS: VI QUASE UMA DEZENA! A MAIORIA FUNCIONÁRIOS DE FAZENDAS COMO NÓS, MUITOS ACOMPANHADOS DE SEUS PATRÕES PARA AJUDAR NA ESCOLHA DE REZES E CAVALOS. HAVIA APENAS UM CENTAURO QUE ERA,ELE PRÓPRIO, O DONO DA FAZENDA -E O GARANHÃO GRISALHO TINHA UM CAPATAZ HUMANO...
SERES SOLITÁRIOS POR NATUREZA, MAL PUDEMOS CONTER NOSSA MÚTUA ALEGRIA QUANDO DESCOBRIMOS VIVER MUITO PRÓXIMOS. COMO ESTÁVAMOS NO COMANDO DE ALGUNS FUNCIONÁRIOS, TIVEMOS LIBERDADE PARA TROCAR EXPERIÊNCIAS -TENTANDO MANTER O CLIMA DE ENCONTRO DE NEGÓCIOS PARA NÃO DESPERTAR SUSPEITAS E FOFOCAS DA PEÃOZADA.
NOSSO PRIMEIRO ENCONTRO OCORREU NA MATA CILIAR QUE DIVIDE AS DUAS IMENSAS FAZENDAS E PROTEGE O LEITO DO RIO QUE FAZ A DIVISA DAS TERRAS.ALI, SOB O MANTO DAS ÁRVORES, TREPAMOS PELA PRIMEIRA VEZ. NOS REVEZAMOS NA MONTARIA E GOZAMOS ABSURDAMENTE. E NOS DESPEDIMOS COM UM BEIJO QUASE SEM FIM...

2 comentários:

  1. Um pequenino conto, mas cheio de tesão!!! Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Valeu Fábio! Q bom q vc curtiu...

    abração do joão

    ResponderExcluir